Benzedeiros: pesquisa revela força da tradição na Ilha de Santa Catarina

O ato de benzer foi, durante muito tempo, a primeira opção de cura para muitas pessoas, principalmente na época em que o acesso à medicina era mais difícil. Os tempos mudaram, mas a tradição não se perdeu.


Prova disso é uma pesquisa feita em 2018 que mapeou 16 benzedeiras e benzedores na Ilha de Santa Catarina (agora são 15, com a morte de Hilda Martinha Vieira, do Pântano do Sul, em setembro de 2018). O levantamento foi realizado por uma equipe de cientistas sociais da empresa Espaço Arqueologia, por meio do edital Elisabeth Anderle de incentivo à cultura e os depoimentos colhidos estão disponíveis no site https://medium.com/benzedeiras




A socióloga Tade-Ane de Amorim, que esteve à frente do projeto “As benzedeiras de Florianópolis: inventariando saberes”, conta que a equipe percorreu a cidade perguntando às pessoas se conheciam algum [..] - Leia mais em https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/benzedeiras-da-ilha-de-santa-catarina-revisitando-a-tradicao

37 visualizações